quarta-feira, 31 de julho de 2013

MINISTRO DO TCU DIMINUI IDADE PARA ASSUMIR PRESIDÊNCIA DO TRIBUNAL.

O ministro Raimundo Carreiro foi nomeado em 2007 e no ano seguinte pediu à justiça do Maranhão, onde nasceu, uma mudança na sua certidão de nascimento, "rejuvenescendo" dois anos. Dessa forma conseguiu adiar a sua aposentadoria no TCU, obrigatória aos 70 anos de idade e permitindo a sua posse na presidência do órgão, que pela "tradição"da casa só será possível em 2017, quando já estaria aposentado.

Antes de ir para o tribunal, o ministro se aposentou no Senado, em 2007, com a idade antiga. Com a retificação, teria - a época - dois anos a menos que a idade mínima exigida. O Senado diz que isso não é relevante pois o ministro tinha direito a aposentadoria mesmo assim, já que prestou serviços à casa durante 38 anos, três além do necessário, uma vez que cada ano de contribuição a mais abate um da idade. Então tá, né?

O interessante nisso tudo é que o ministro alegou só teve tempo e dinheiro para fazer a mudança após entrar na Corte.

Das duas uma: ou o seu trabalho no Senado era muito estafante, além de mal remunerado (duas coisas de credulidade difíceis) ou o seu serviço na Corte é uma moleza, além de ser muito bem remunerado.
Quando a gente pensa que já viu de tudo...