quarta-feira, 11 de setembro de 2013

MIDIA NINJA AGORA DEDUDURA AGENTES DA POLICIA. E ERRA.

O Mídia Ninja, saudado por muitos como um legitimo representante da tal mídia democrática, resolveu ampliar as suas funções e "dedurar" policiais militares do serviço reservado, que atuam à paisana, o chamado P2.

Iniciantes nas lides "investigativas", acabaram se confundindo e apontando profissionais da imprensa e manifestantes, sem ligação com a polícia, durante as manifestações no 7 de setembro, como elementos do serviço reservado. Entre os acusados o repórter fotográfico do jornal Estado de São Paulo, Marcos de Paula. O Midia Ninja pelo visto ampliou as suas funções, indo além de noticiar e registrar as manifestações para assumir a deduragem irresponsável.

É um alerta para aqueles apressados de plantão, que aplaudem, sem muito pensar, qualquer pseuda novidade que aparece, na ânsia de encontrar alternativas para a tal de mídia das elites, que tanto de empenham em acusar de todo tipo de mazelas.

É um péssimo comportamento desse coletivo, que coloca em risco a vida de pessoas e carrega a pretensão de ser o portador da única verdade, seja para noticiar, registrar, carimbar pessoas, definir quem pode ou não pode participar das manifestações, que parecem ser agora exclusividade de determinados grupos, numa demonstração clara do que são na verdade: intolerantes e amantes do pensamento único e controlado.