quinta-feira, 14 de novembro de 2013

APARTAMENTOS DE APENAS 19m2 CHEGAM A SÃO PAULO


Batizados de “estilo Tóquio”, essas micro unidades habitacionais, comuns em Nova York e na capital japonesa, começam a ganhar mercado na capital paulista. Mais cedo ou mais tarde devem chegar também a outras grandes cidades brasileiras, mas o foco, por enquanto é a capital paulista mesmo.

É um novo estilo de vida, sobre o qual vale refletir. Apesar de minúsculo o “apertamento” não vai sair barato. O primeiro lançamento previsto  para 2016 tem preço estimado em nada menos que R$266 mil.

Na verdade trata-se de um quarto pequeno de hotel: uma cama de casal, um armário colado na cama, chuveiro, sanitário do lado oposto e um mínimo espaço para um frigobar, micro pia e uma bancadinha. A TV fica no pé da cama.

Esse tipo de imóvel vai ter uma certa infraestrutura, como café, no térreo, mas todos tem em comum a boa localização, perto de corredores de ônibus e metrô. Supõe-se que vai atrair um público jovem, que fica pouco tempo em casa e que não necessariamente usa o carro. Gente que quer muita praticidade, não tem tempo para cuidar da casa ou dinheiro para pagar empregado. Segundo o presidente da companhia à frente do projeto “as pessoas não acumulam mais tantas coisas, armazenam tudo de forma digital e assim aproveitam melhor os espaços”.

A ver e ver no que vai dar. Se é mesmo uma tendência ou apenas um modismo passageiro. Por enquanto São Paulo vai vivendo seus contrastes: bem perto do primeiro lançamento do “apartamento estilo Tóquio” existe um prédio onde só um apartamento seria capaz de conter nada menos que 64 unidades de 19m2. São nada menos que 1.223m2 de espaço, com 12 vagas na garagem, biblioteca, academia, dois quartos de empregados e uma suíte principal com 230m2.