domingo, 21 de setembro de 2014

PENSANDO EM VOTAR NULO OU BRANCO? AINDA ASSIM VOCÊ VAI ELEGER ALGUÉM.
O boato recorrente, em todas as eleições, de que, se mais da metade dos votos forem nulos ou brancos o pleito será anulado, não é verdade. Os votos em branco ou nulos são simplesmente excluídos. É a lei. Na vida real que vota em branco ou nulo ajuda a eleger um candidato que obteve um número menor de votos. Por exemplo: se uma eleição tem 1.000 eleitores, um candidato majoritário precisaria de pelo menos 501 votos para se eleger em primeiro turno. Se 200 desses eleitores votarem em branco ou anularem o voto, só 800 serão considerados válidos. Desse forma, o candidato do exemplo poderá ser eleito com apenas 401 votos. É o tal 50% + 1. Ou seja, o candidato vai precisar convencer uma quantidade menor de pessoas e vai se eleger representando menos gente. Os tais 200 que achavam que estavam protestando vão entrar apenas para as estatísticas do TRE. Nada mais. E mais gente desqualificada vai precisar de menos votos (mais fácil) para se eleger. Pense nisso. Talvez seja melhor votar em alguém que cause menos prejuízos a sua cidade, seu estado, seu país que simplesmente fazer parte de uma estatística que será apenas útil para os estudiosos do processo eleitoral.