sexta-feira, 6 de março de 2015

AFINAL PORQUE A BASE ESTÁ REBELADA?

Embora a oposição viva rindo à toa com as últimas atitudes do PMDB e dos partidos circunvizinhos, que impõem dia após dia fragorosas derrotas ao governo do qual se dizem aliados, o que realmente está por trás dessas rebeldia, que a oposição não vê ou faz que não vê?

Na verdade o que temos é um outro assunto por baixo do pano. O governo precisa entender, essa é - pelo menos uma das mensagens - que precisa proteger, depende, desses seus aliados se quiser sobreviver à crise econômica e aos escândalos financeiros. Se não obtiverem a devida proteção, se não forem devidamente protegidos, paparicados e recompensados, vão tirar o corpo. É uma espécie de delação premiada, sem delação explícita, mas em busca dos prêmios, com certeza. A base, insisto, não quer apenas participação nas decisões do Governo. Quer participar para se proteger, debaixo do grande guarda-chuva governamental, mas também, acenando para a sociedade: não somos tão maus assim. Merecemos também a proteção de vocês.

Mas do que querem tanto se proteger? Do escândalo financeiro, no qual figurões de todos os naipes estão enfiados até o pescoço e dos problemas do ajuste fiscal, cuja ficha e seus efeitos recessivos, ainda não caiu, completamente, para a maioria da população, mas não tarda. Esse pessoal não quer pagar o preço por nenhuma dessas coisas e tudo o que fazem é um aviso: tenho poder. Não brinquem comigo. Me salvem dos meus problemas, não me envolvam nos seus.

Aonde isso vai? Não sabemos. Nunca dantes na história recente desse país passamos por uma crise desse porte. A combinação é explosiva e nem os mais otimistas se atrevem a ver luz no fim desse túnel ainda este ano. Se tudo correr bem, muito bem, começaremos a sair do sufoco no segundo semestre do próximo ano. Se as coisas andarem do jeito que estão sendo feitas, talvez seja uma previsão otimista demais. De qualquer forma, o escândalo financeiro, a operação Lava Jato e suas consequências ainda assombrarão o mundo político por muitos anos (lembrem quanto anos levou o tal de Mensalão, fichinha se comparado ao atual). Caso tudo não termine numa gigantesca pizza, algo improvável, afinal alguma satisfação terá de ser dada à sociedade, muita terra ainda irá tremer.

Tempos difíceis, muito difíceis se avizinham. E talvez conviesse a nossa oposição parar de rir e fazer o seu serviço. A sério e sem ficar contando, como se aliados fossem esse pessoal que só quer salvar o seu próprio pescoço.