quarta-feira, 30 de setembro de 2015

CANDIDATOS A REELEIÇÃO PODEM POR AS BARBAS DE MOLHO


Os prefeitos que estiverem sonhando com a reeleição vão ter que se esforçar para convencer a população de que merecem mais um mandato. A popularidade deles não está nada boa, de Norte a Sul do País.

Segundo pesquisa do IBOPE Inteligência, nada menos que 40% da população avalia a atuação do prefeito de sua cidade como ruim ou péssima e 30% dizem que ela é regular. Os que consideram a gestão do prefeito ótima ou boa não passam dos 28%.

Segundo a pesquisa, os prefeitos do Sudeste têm, em média, 43% de ruim/péssimo, contra apenas 25% de bom/ótimo, o que rende um saldo negativo de 18 pontos. No Norte/Centro-Oeste, esse saldo é ainda maior, de 24 pontos: 45% de avaliações negativas contra 21% de opiniões positivas. Já no Nordeste, o saldo é de apenas 7 pontos, já que 38% avaliam  os prefeitos como de ruim/péssimo contra 31% de ótimo/bom. 

A única região com saldo positivo é o Sul, onde 38% avaliam a atuação dos prefeitos como ótimo/bom contra 30% que avaliam com ruim/ péssima. 

Já os governadores, segundo a mesma pesquisa, realizada entre os dias 12 e 16 de setembro, estão um pouco menos mal avaliados do que os prefeitos. Na média, eles têm 28% de ótimo ou bom, 34% de regular e 32% de ruim ou péssimo. 

Os moradores do Norte/Centro-Oeste e Sul do País são os que mais avaliam negativamente os governadores: 44% de ruim ou péssimo em cada região contra, respectivamente, 23% e 24% de ótimo/bom (saldos negativos de 21 e 20 pontos). No Nordeste e Sudeste, as avaliações negativas são de 24% e 29%, respectivamente, e as positivas, de 31% e 30%, resultando em saldo positivo de 7 pontos no Nordeste e praticamente igualando as avaliações no Sudeste.
Na mesma pesquisa o Ibope avaliou a performance do vice-presidente, Michel Temer, do presidente da Câmara, Eduardo Cunha e Renan Calheiros do Senado.  Os dois primeiros tem as suas atuações aprovadas por cerca de 11% (ótima e boa), já o presidente do Senado chega no máximo aos 8%. Ou seja a situação não está boa pra ninguém.